Pedidos sendo
realizados no momento:
221
   
Boa noite. Seja bem vindo ao Portal Tudo Farma.
Negócios B2B a um clique

Probabilidade de morrer no 1 º ano de vida cresce até 20 vezes entre áreas de SP
Fonte: Valor Econômico
Notícia publicada em: 06/12/2017
Autor: Ligia Guimarães

Em 2016, 21 crianças morreram antes de completar um ano de idade no bairro da Sé, no centro da capital paulista, a cada mil nascidas vivas. Estatisticamente, a história delas poderia ter sido diferente se tivessem nascido no bairro de Perdizes, na zona oeste, onde uma criança a cada mil vivas morreu antes de completar um ano.

O dado é do Mapa da Desigualdade, que estima que a chance de alguém morrer no primeiro ano de vida é 20 vezes maior para quem nasce na Sé, na comparação entre os bairros. "É uma tentativa de medir essa distância e o tamanho da desigualdade em São Paulo", diz o pesquisador da Rede Nossa São Paulo, Américo Sampaio.


Os indicadores contemplam áreas como educação, saúde, assistência social, ambiente e direitos humanos, e foram aplicados na menor unidade administrativa da capital paulista - ou seja, em cada um de seus 96 distritos, com base em dados oficiais. O diagnóstico é que melhorar a vida das crianças envolve mais que políticas públicas para educação. "Uma cidade acolhedora para crianças dispõe de ampla cobertura de esgoto e serviço de coleta de lixo, boa iluminação pública, áreas verdes, parques e praças bem conservados", afirma o relatório.

O levantamento, divulgado pela Rede Nossa São Paulo e Fundação Bernard van Leer, reúne 28 indicadores municipais e identifica os distritos mais carentes de serviços e infraestrutura para as crianças de zero a seis anos de idade, período chamado de primeira infância.

Os dados mostram que, na mesma cidade, o endereço em que a criança nasce pode determinar - e limitar - grande parte das condições de desenvolvimento infantil, justamente na idade em que o cérebro é mais "elástico" e apto ao aprendizado. A espera por uma consulta médica, por exemplo, demora, em média, 41 dias no bairro da Brasilândia, na zona norte, bem mais que os dois dias de espera média se a criança nasce no Morumbi, zona sul, com base em números de 2016. Conseguir uma vaga em creche na Vila Andrade, na zona leste, leva em média 441 dias.

No Jardim Helena, zona leste, mais de 40% das gestantes fizeram menos de sete consultas pré-natal durante a gravidez. Em Marsilac, extremo sul, só metade dos domicílios com crianças de zero a cinco anos tem banheiro de uso exclusivo dos moradores e rede de esgoto.

Os ambientes mais hostis para crianças, de acordo com o estudo, estão concentrados no extremo leste, extremo sul e extremo norte da cidade. Sampaio, da Rede Nossa São Paulo, defende que as prioridades públicas deveriam ser invertidas e a oferta de serviços públicos de qualidade às periferias deveria ser "absolutamente prioritária".

Grajaú, por exemplo, aparece 20 vezes entre os 30 piores distritos nos indicadores analisados, seguido de Cachoeirinha (18 vezes), Jardim Ângela (17) e Brasilândia (16). "É inaceitável esperar um ano e meio por uma vaga em creche", destaca Sampaio.

A conclusão do relatório é que a São Paulo não é uma cidade acolhedora para as crianças. Ao contrário, 43 distritos têm registros de violência sexual contra crianças; no Itaim Paulista, a cada 100 mil mulheres entre 20 e 59 anos, 258 são internadas por causa de agressões que sofrem em casa.

Na área da habitação, dos 96 distritos da cidade, apenas 10 não têm favelas. "É preciso chamar a atenção para as crianças 'invisíveis', que têm direitos básicos violados cotidianamente e não são contemplados por políticas públicas", diz o estudo.

 



O portal TUDO FARMA destina-se exclusivamente às farmácias e drogarias devidamente cadastradas e identificadas. Produtos e preços de medicamentos que possam ser apresentados no portal, são referências para venda ao varejo farmacêutico e não ao consumidor final, podendo ser alterado a qualquer tempo, sem prévio aviso.
© 2011 - 2017 | Todos os direitos reservados - VISÃO GRUPO
Melhor visualizado na resolução: 1024x768